InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Academia de Magia de Beauxbatons

Ir em baixo 
AutorMensagem
The Storyteller
Narrador
Narrador
avatar

Número de Posts : 26
Galeões : 4732
Data de Nascimento : 28/08/1989
Idade do Personagem : 28

Perfil Bruxo
Casa: Nenhuma
Ano Escolar: Não Cursa Escola de Magia
Escola: Nenhuma
MensagemAssunto: Academia de Magia de Beauxbatons   Qui Jan 12, 2012 12:41 am




Academia de Magia de Beauxbatons
• Fraternidades •





A Escola de Magia e Bruxaria Francesa foi inaugurada em 1501, sendo a ilha protegida por feitiços poderosos que impediam qualquer trouxa de se aproximar da mesma. Garotos e garotas de toda a parte vieram para Beauxbatons. Cada fundador prezava uma virtude. Enquanto a centrada Artemise – chefe da Juste - prezava a justiça e a compaixão, Amandine (Persévérer) era do tipo que lutava pelo que queria, custasse o que custasse, valorizando a perseverança de cada um. Bernard (Noble) fazia o estilo do garoto que nunca cresce, gostando de diversão e desafios. Já Gaspard (Sage) preferia a tranqüilidade de seus livros e pesquisas, falando só quando necessário.

    >> Na época da criação da escola, os quatro fundadores encantaram um espelho, transmitindo a ele as características que consideravam importantes para cada casa. É esse espelho que seleciona as casas dos alunos novos. Quando um aluno se posiciona de frente a ele, é como se sua personalidade estivesse sendo refletida. O ambiente ao seu redor faz com que ele se sinta acolhido e suas vestes mudam de cor, de acordo com a casa escolhida.

    >> Como toda boa escola de magia, Beauxbatons também possui uniformes. Caracteristicamente, cada casa possui uma diferenciação sutil neles. Os punhos das camisas de manga comprida e as barras das mangas das camisas de manga curta são tingidos da cor principal da casa, bem como a dobra das meias nos uniformes femininos. O laço ao pescoço - de cetim no caso das meninas e veludo no caso dos rapazes - também leva a cor principal das casas. Na capa que compõe o uniforme, o brasão é bordado no lado esquerdo, e o forro da mesma também é da cor principal da casa, em tecido perolado.





Sage
• Descrição e Características •

Quando Gaspard Levesque fundou a Sage, sua idéia era admitir apenas os alunos mais aptos. Além de apreciar a inteligência, ele tinha suas próprias idéias acerca da seleção natural, apesar de estar quase 400 anos adiantado em relação a Darwin. Enquanto o Sr. Levesque comandou a casa, ela era formada apenas pelos alunos mais brilhantes e disciplinados de Beauxbatons, mas já naquela época, os intelectuais não eram exatamente a alma das festas. Assim, com o passar do tempo, a Sage passou a abrigar todos aqueles que encontravam dificuldade em aceitar a ideia de convivência em sociedade - também conhecidos como esquisitos, excluídos ou simplesmente nerds.

Os alunos da Sage se destacam por sua capacidade de ignorar normas sociais. São independentes e gostam do diferente, não se preocupando se isso agrada o próximo ou não. É comum ver um Sage desfilando orgulhosamente pela escola com aquele chapéu amarelo-gema, sem notar que as pessoas estão rindo. Isso acontece devido ao excesso de criatividade inerente aos alunos da casa, que muitas vezes é demonstrada de maneiras excêntricas. Em contrapartida, não decepcionam o seu fundador no campo intelectual, ainda que essa inteligência costume se manifestar de formas diversas, não necessariamente relacionadas ao currículo escolar; pode ser uma complexidade emocional maior, ou simplesmente uma capacidade superior de racionalizar os fatos. São objetivos e desconhecem o conceito de modéstia, a ponto de muitas vezes serem considerados insensíveis e arrogantes.

A descoberta é um grande estímulo para os Sages. Eles são curiosos e gostam de desvendar coisas, seja a vida amorosa daquela setimanista, sejam os ingredientes daquela poção complicada. Uma criança que gosta de desmontar objetos para ver como eles são por dentro, se for matriculada em Beauxbatons, terá boas chances de ser selecionada para a Sage. E já que estamos em crianças, características infantis também são comuns: esses alunos tendem a ser distraídos e imaginativos - a conjunção responsável por apelidar a casa de "Dream Team". A falta de aptidão para a socialização faz com que muitos sejam tímidos e reservados, mas a Sage proporciona um ambiente confortável para todos.


Fundador:
Gaspard Levesque

Cores:
Roxo e Bronze

Caracteristicas:
Inteligência e Perspicácia

Símbolo:
Desconhecido

Elemento:
Desconhecido

Diretor:
-

Herdeiro:
-




Persévérer
• Descrição e Características •

Perseverança, em todas as situações, é o seu marco. E numa visão inicial, a Persévérer pode ser chamada de casa dos perversos, pervertidos, maníacos, anarquistas, vândalos. Mas nem por isso a casa deixou de ser conhecida por suas figuras altruístas e leais, pois um Persévérer é mais profundo e complexo que isso. Num geral, são extremamente competitivos, mesmo com seus colegas de casa.

Mas por mais que matem uns aos outros dentro do salão, motivo para viverem trocando de chefe, sabem ser unidos por uma causa, não é a toa que são chamados de Esquadrão Persévérer, o que acarreta em elementos visivelmente oportunistas. Fazem sempre o que lhes parece certo, seja para o bem ou para o mal, ainda que algumas decisões cobrem de certos sacrifícios.

Contrariando o que se poderia pensar de pessoas egocêntricas, os alunos da Persévérer não costumam humilhar outras casas quando de uma vitoria, concentrando-se neles próprios – afinal só uma coisa realmente importa: os cinzentos, perdendo ou ganhando. Estão preocupados demais consigo mesmos para humilhar/notar/ligar para os outros.

Não costumam apreciar regras e estão sempre prontos para lutar pelo que acham correto, acabe isso numa detenção/expulsão ou o que seja. Se planejam, conquistam. Mas é comum agirem por impulso, sem medir as consequências de seus atos. A Persévérer é também é a casa dos alunos mais desinibidos, para estes nada é tabu, nada é vergonhoso. Determinados e normalmente sinceros – desde que isso não perturbe seus planos – vão até ao fim se isso significa o culminar de seus desejos (sejam eles quais forem).


Fundador:
Amandine Feullière

Cores:
Cinza e Preto

Caracteristicas:
Perseverantes e Robustos

Símbolo:
Desconhecido

Elemento:
Desconhecido

Diretor:
-

Herdeiro:
-




Juste
• Descrição e Características •

Assim como a fundadora da casa azul, Artèmise Mandeville, os justinos, de maneira geral, possuem códigos pessoais de valores e virtudes que regem suas vidas como se fossem leis. Dessa forma, estão sempre buscando fazer valer aquilo que acreditam ser o melhor e mais justo para todas as situações, sem medir esforços para isso. Pode-se dizer, assim, que são estudantes teimosos - e cabe a cada um julgar isso como bom ou ruim.

Artèmise ensinou aos seus primeiros alunos que eles deveriam honrar a casa e orgulhar-se de a ela pertencer (vide o lema, Pride of Being Juste). Tal ensinamento perpetuou-se através de todas as gerações e é aspecto marcantes nos azuis - sendo essa a principal razão que os leva a se esforçar no que tange a competição inter-casas. Assim, quando atingem boas colocações no campeonato, orgulham-se do feito e fazem questão de mostrar a todos o quão satisfeitos estão. Por essa razão (e por conta de características que serão abordadas depois), muitas vezes passam a imagem de serem estudantes metidos, pouco modestos e extremamente egocêntricos - o que não é, de todo, uma mentira, ainda que não possa ser considerado uma verdade absoluta.

Apesar disso, os estudantes da Juste são conhecidos por manterem grandes círculos sociais, nos quais são bem vistos devido a sua simpatia (ausente apenas em caso de rincha com outra casa), seu charme (natural e/ou proposital) ou seu jeito de ser divertido e engraçado - ou, ainda, por todas essas características em conjunto. Dificuldade de relacionamento é um termo praticamente desconhecido por eles, que são, aliás, famosos pela quantidade de relacionamentos amorosos em que costumam estar envolvidos. Extremamente leais aos seus amigos e colegas de casa, não é exagero dizer que fariam (praticamente) tudo para ajudá-los em quaisquer situações.

Tal como o fantasma da casa, Édouard Charon, não desistem de realizar seus sonhos, fazendo o que for possível e necessário para atingir seus objetivos. O TOC que possui por limpeza e organização, presente também em antigos chefes da casa, é visível nos estudantes de forma muito mais moderada, tornando seus dormitórios e Salão Comunal ambientes confortáveis e agradáveis para eles mesmos.


Fundador:
Artèmise Mandeville

Cores:
Azul e Branco

Caracteristicas:
Impetuosos e Egocêntricos

Símbolo:
Desconhecido

Elemento:
Desconhecido

Diretor:
-

Herdeiro:
-




Noble
• Descrição e Características •

Transgressores, os nobleanos têm uma lealdade sem igual para com seus companheiros – mesmo aqueles com os quais não simpatizam muito. Sua audácia faz com que a coragem muitas vezes suprima o senso de autopreservação, o que os coloca em risco mais vezes que outros estudantes. A liberalidade também é uma característica comum aos alunos. Pouquíssimos se dão ao trabalho de exprimir preconceitos e julgamentos antecipados – ao menos entre os seus. Animados e desinibidos, até os mais tímidos têm um lado arroz-de-festa, fazendo o possível para animar seus colegas e até mesmo os outros alunos, mesmo nas piores situações. Para qualquer evento, legal ou ilegal, pode-se contar com a participação vermelha.

O próprio vermelho também faz questão de marcar presença na casa cereja: Por mais que tentem se esconder – principalmente dos olhos da diretoria e monitoria –, a grande maioria dos vermelhos não se importa em se exprimir com frases de duplo-sentido, ações de duplo-sentido e até mesmo estudantes de duplo-sentido. Auto-suficientes e levemente egocêntricos, confiam em suas habilidades para deixá-las ainda mais externadas e, claro, intimidar os outros e elevar a auto-estima dos novatos que ainda não chegaram a esse patamar de desenvolvimento noble.

A nobreza e o cavalheirismo são valores prezados, embora, na maior parte dos casos, sejam incutidos até mesmo dentro da própria casa. Não aceitar desenvolver o mínimo da cortesia e companheirismo que os vermelhos significa praticamente a sumária expulsão dos círculos sociais internos à casa e a garantida implicância por partes de todos os demais nobleanos – pois, sim, eles são implicantes com o que não aprovam. Apesar de não serem corruptos, têm experiência em corromper aos outros, o que fazem sem nem precisar pensar.

Mas nem só de flores vivem os nobles. A maior parte da população vermelha é conhecida pela dificuldade em encarar com seriedade as adversidades, normalmente pecando nesse aspecto e acabando por tirar sarro primeiro e perguntar que houve depois. Ciumentos demais ou desapegados demais, variam muito entre extremos, e a vários têm histórico de problemas psicológicos ou tendência a desenvolvê-los, até mesmo com gravidade relativa alta. Exigentes em alguns pontos, não lidam bem com a decepção, e explodem com facilidade. Inquietos, dão trabalho aos professores e até mesmo aos próprios alunos.


Fundador:
Bernard Huntington

Cores:
Vermelho e Dourado

Caracteristicas:
Inteligentes e Sensíveis

Símbolo:
Desconhecido

Elemento:
Desconhecido

Diretor:
-

Herdeiro:
-







Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Academia de Magia de Beauxbatons
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Robert Tales e a Magia Grega Livro 1: A Espada do Olimpo
» [Konoha] Academia Ninja
» Como criar magia de wave? Ajuda por favor!
» [Kiri] Academia Ninja
» [Kiri] Academia Ninja

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
O Corujal :: Geral do RPG :: Casas - Explicação-
Ir para: